AMOS OZ

* Notas Breves — Myriam de Carvalho @ 11:52 pm

.

Morreu Amos Oz

Não acredito…
Morreu Amos Oz…
Foi em 2018, no dia 28 de Dezembro. Mas eu só soube agora…
O autor de um dos grandes livros da minha vida: “O Mesmo Mar” (1).
.
Conforme é dito no artigo abaixo citado:
Nasceu em 1939.
“De seu verdadeiro nome Amos Klausner – ao apelido do pai, preferiu Oz, que significa “força” ou “coragem”” …
.
“Recebi prémios suficientes”, respondeu, segundo o jornal israelita Haaretz, numa das vezes em que lhe perguntaram o que sentia sobre o facto de ainda não lhe ter sido atribuído o Nobel. “Se deixar este mundo sem nunca ter recebido o Nobel, ficarei bem. Vou contar-lhe um segredo: os prémios literários são uma coisa estranha. Eu escrevo livros tal como bebo água ou respiro. Eu não posso deixar de beber água, de respirar nem de escrever. Depois, as pessoas vêm e dizem: ‘Respiras lindamente’ ou ‘Bebes água tão bem que vamos dar-te um prémio.’ Escreveria os mesmos livros, ainda que tivesse de pagar multa por cada um deles – e há pessoas que gostavam de me ver pagá-la, eu sei disso.”
.
Ele era um pacifista. Isso é sabido. Foi o fundador do movimento “Paz Agora”. No entanto, limitou-se a condenar apenas a ocupação de Faixa de Gaza e da chamada West Bank; nunca condenou a ocupação inicial do território Palestiniano.
Conforme é referido no artigo abaixo citado: apesar de tudo, o seu pacifismo …”lhe valeu muitas vezes o epíteto de traidor. “Tendo a olhar isso como uma honra. Tem acontecido a muito boa gente ao longo da História. Quando me chamam traidor, sei que estou em excelente companhia”, “…
.
A sua humanidade: e se eu fosse o outro?
… “Acho que uma pessoa curiosa tem um pouco mais de moral do que um não-curioso, porque por vezes coloca-se na pele do outro. Penso ainda que um curioso é também um melhor amante. Até a minha abordagem à questão palestiniana, por exemplo, nasceu da curiosidade. Não sou um especialista em Médio Oriente, nem um historiador ou um estratego. Simplesmente perguntei a mim mesmo, desde muito novo, como seria se eu fosse um deles. É o que faço – levanto-me de manhã e pergunto-me: E se? É assim que vivo e é assim que escrevo.” 

.

VER artigo no PÚBLICO:

Título: Morreu o escritor Amos Oz, uma das principais vozes israelitas do campo da paz

____

(1)- O Mesmo Mar, de Amos Oz

Editores ASA, 1ª edição – 2003

.

Publicado por

Myriam Jubilot de Carvalho

Dia 9 de Abril, por volta da 1h

.

.

 

0 Comments »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a comment

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0 Unported License.
(c) 2019 Por Ondas do Mar de Vigo | powered by WordPress with Barecity