O Tempo e o Sono

* Poesia — Myriam de Carvalho @ 11:06 am

.

time

.

O Tempo e o Sono

.

O Sono, e o Tempo, irmãos de leite, cavaleiros

de cabelos brancos, escoltam

a minha caminhada

.

O Tempo é um senhor, grande

pedagogo. Dos simples

casos da vida, extrai lições

que explora comigo em longos

diálogos peripatéticos.

.

O Sono, oh, o Sono é

uma anarquia. Cavaleiro cego,

de espada gelada.

.

O Sono diz-me que estás longe…

O Tempo, na sua eloquência

e sabedoria,

diz-me que pessoas que se amam

estão sempre perto

© Myriam Jubilot de Carvalho

Inédito, 1995

.

Link da imagem, com a devida vénia:

http://patrickschreiner.com/?p=12406

.

Publicado por

© Myriam Jubilot de Carvalho

Dia 7 de Fevereiro de 2016, pelas 11h.

.

.

 

 

Um poema antigo

* Poesia — Myriam de Carvalho @ 1:46 am

golden-gates-columns-13982440 Golden gate

*

Passeio-me pela praia. Amanheço. As breves ondas da maré baixa a bordar-me,

levemente, de espuma branca, a orla da saia.

Recomeço.

.

Passeio-me pelas nuvens. Amanheço. A brisa breve das madrugadas a orvalhar-me,

ao de leve, os ombros nus.

Recomeço.

.

Passeio-me pelos teus olhos. Amanheço. Brilho comovido a abrir-me, de par-em-ar,

as portas de ouro de um novo mundo.

Recomeço

**

O sol na minha frente vai contra

a corrente e

puxa-me, puxa-me,

numa urgência de enlouquecer

.

E eu estendo-lhe as mãos,

despenho-me no seu encalço,

apresso-me, tropeço –

não o vá perder

.

© Myriam Jubilot de Carvalho

Inédito, 1995

.

Links da imagem, com a devida vénia:

*  http://www.dreamstime.com/royalty-free-stock-images-

golden-gates-isolated-to-versailles-castle-france-image36583419

 

.

Publicado por 

© Myriam Jubilot de Carvalho

Dia 1 de Fevereiro de 2016, pelas 2h.

.

.

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0 Unported License.
(c) 2019 Por Ondas do Mar de Vigo | powered by WordPress with Barecity