Desejo

* Poesia — Myriam de Carvalho @ 1:45 pm

.

 Sd_num6_rounding_tower

…Continuando a organizar velhos papéis, encontro este poema:

.

Desejo

.

Captar a luz sempre

cativa

no coração

estrangulado dos himalaias

.

Fazer dos pulmões

insatisfeitos

o dirigível louco, impossível,

sempre à deriva

.

Prender

num sorriso imenso

a tua alma

furtiva

.

IMAGEM:

Alberto Santos Dumont contorna a Torre Eiffel com o Dirigível Nº 6 e vence o prêmio Deutsch (19 out 1901)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Dirig%C3%ADvel

.

© Myriam Jubilot de Carvalho

inédito, março de 1992

*

Igualmente publicado em Recanto das Letras: 

http://www.recantodasletras.com.br

.

Publicado por

© Myriam Jubilot de Carvalho

Dia 29 de Março de 2015, pelas 14h 45m

.

.

A Sabedoria

* Poesia — Myriam de Carvalho @ 6:04 pm

.

 

.

Entre o Bem e o Mal, a terceira hipótese é cortesã. Desnuda os seios em plena assembleia, fascínio da maçã.

E quem a trava, se é sempre manhã?

.

Entre o Bem e o Mal, o Sim e o Não, haverá um Talvez.

Absurda é a absolutista Razão.

.

A questão é a Heresia – apenas a outra via – divergente, desviante.

Sabedoria, sem mediação.

.

– Metam a cabeça debaixo dos desertos, dentro das espingardas.

Metam guardas em todos os caminhos, em todos os portões. Em cada janela da cidadezinha.

.

…vai passando a procissão…

A Grande Sabedoria é de geração espontânea.

Autónoma, autóctone, sem mediação.

Alma grande a dançar nas cordas rubras do arco-íris,

E quem a trava,

se é que é capaz?

© Myriam Jubilot de Carvalho

inédito

Igualmente publicado em Recanto das Letras.

.Sobre a imagem que escolhi como ilustração:

Tree of Life and Buddhism

It was beneath the great Bodhi tree, the great Tree of Enlightenment, that Buddha was said to redeem the whole universe under its protective branches. Under this World Tree, the Buddha transformed all negative temptations and energies and achieved perfect enlightenment. In this story, as in the Christ story, we have the archetypal World Savior and the World Tree themes together.

In:

http://www.treeoflifeteachings.com/tree-of-life/

.

Publicado por

© Myriam Jubilot de Carvalho

Dia 21 de Março de 2015, pelas 18h

.

.

.

.

Diálogo de Primavera

* Poesia — Myriam de Carvalho @ 4:51 pm

.

Diálogo entre a Formiga e a Cigarra

.

– Cigarra que cantas, o que cantas tu?

– Canto a primavera que sempre desponta, canto o verão que explode nas pedras das encostas, canto a ribeira que morre de sede. Canto o inverno que há-de chegar para me apagar.

.

– Cigarra que cantas, onde tens o mérito?

– No vento, simplesmente, que me agita as guelras, na canícula, que me abre o ventre, nesta minha sina, que me bordou cigarra num trigal florido, na charneca em chamas.

.

– Cigarra que cantas, ensina-me a cantar!

– Se queres mesmo aprender, não tenhas medo de chorar. De rebentar, de rebentar, de rebentar. Para renascer, para renascer, para renascer! E vais bater as palmas com o baile mandado! Fazer a escovinha, com o corridinho. E vais agradecer todos os momentos. E pões-te a pensar, por um bocadinho – cigarra que cantas, onde tens o mérito? Não sabes a resposta, mas usas os talentos!

E se algum dia o sol nascer a ocidente, investiga-o com os binóculos – e se não achares inconveniente, estarás lá para o saudar!

.

© Myriam Jubilot de Carvalho

Inédito, igualmente publicado em Recanto das Letras

15 de Março de 2015

 

Demeter, depiction of goddess of Spring in the Art Nouveau style.

https://margaretlim.wordpress.com/spring-demeter’s-french-toast-with-apples/

.

Publicado por

© Myriam Jubilot de Carvalho

Dia 21 de Março de 2015, pelas 16h 50m

.

.

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0 Unported License.
(c) 2019 Por Ondas do Mar de Vigo | powered by WordPress with Barecity