Dia Mundial contra a Pena de Morte – 10 de Outubro

* Notas Breves — Myriam de Carvalho @ 1:29 pm

.

.

Os Direitos Humanos e a Pena de Morte

.

Novamente, a Amnistia Internacional apela ao despertar da consciência dos países onde se pratica – ou onde a sua prática está a ser retomada.

A Pena de Morte não constitui solução para a criminalidade!

A solução está na EDUCAÇÂO para todos, na JUSTIÇA SOCIAL – eficaz, e igual, para todos os cidadãos, na disponibilidade de TRABALHO e EMPREGO com remunerações condignas… E no acesso, divulgação, criação, usufruto e vivência! – da CULTURA – entendida no seu sentido mais amplo, desde a desportiva à humanística!

***

Como não dizê-lo mais uma vez?

Não é crime o baixar do nível de rendimentos, de educação, de protecção social aos mais desfavorecidos?

Não é crime uma Justiça que não funciona , ou que funciona mal?

***

A Europa e a civilização dita Ocidental derivam para soluções de Direita…

Entendo-o como o fruto duma eterna busca de soluções… Ou mesmo da luta entre o ideal e a perversão – sendo o IDEAL o bem-estar geral, a todos os níveis, para o geral das populações do mundo; e a PERVERSÃO, a subversão do acesso geral aos recursos disponíveis, fazendo-os regressar – ou estacionar – às mãos de uns poucos…

,,,Mas também me assusta a falta de memória colectiva. A busca de soluções simples denota esta impotência em que a Humanidade se vê e sente manietada, de um lado, o medo de convulsões sociais, e um legítimo apego a situações estáveis já alcançadas – na verdade, à custa de tantos sacrifícios, adiamentos e esperas… – por outro lado, o egoismo, a curteza de vistas das oligarquias…

…Mas é neste terreno fértil que lança raízes o discurso da Demagogia… Lança raízes, deita árvores, rama, frutos… A opinião pública esquece que a Paz e a Estabilidade prometidas pela Direita são sinónimos de Submissão, Exploração, Escravização, Miséria…

Virá um novo dia em que será necessária outra Revolução Francesa…

Por enquanto, nós, vamos regressando pacatamente aos tempos de D. Miguel – donde afinal mal chegámos a emergir…

…Por alguma razão se reduzem, no Ensino, os programas de Humanidades, e o estudo/ensino da História, da Literatura, das Artes…

Teresa Pina, diretora-executiva da Amnistia Internacional em Portugal, comenta evolução da pena de morte em todo o Mundo.

Link

http://cmtv.sapo.pt/opiniao/detalhe/teresa-pina-comenta-evolucao-da-pena-de-morte-no-mundo.html

.

.

Texto de Myriam Jubilot de Carvalho

Publicado no dia 10 de Outubro de 2013, pelas 15h

.

.

 

0 Comments »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a comment

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0 Unported License.
(c) 2019 Por Ondas do Mar de Vigo | powered by WordPress with Barecity